Boyhood – Da infância à juventude: Por uma vida mais ordinária

No ano de 2014, Boyhood foi o filme que mais foi comentado em todos os lugares devido à sua famigerada produção: doze anos para gravar o filme. Porém, como nem tudo são flores, o filme que levou doze anos para ser finalizado despertou um sentimento dúbio no público. Leia para saber mais. Leia mais

Sétima arte #17: Um Lobisomem Americano em Londres

O filme conta a história de dois estudantes, David e Jack (que parecem dois integrantes perdidos dos Beatles), que resolvem passar três meses em uma excursão pela Europa, e ao passar por uma área rural e bem longínqua da Inglaterra, os turistas recebem dois avisos amedrontadores dos moradores locais: mantenham-se na estrada e cuidado com a lua. Leia mais

Sétima arte #15: As Horas

Em três períodos diferentes vivem três mulheres ligadas ao livro Mrs. Dalloway. Em 1923, Virginia luta contra suas crises depressivas enquanto escreve seu romance Mrs. Dalloway. Em 1951, vive Laura Brown, uma dona de casa infeliz com a vida que leva, mas que encontra no livro Mrs. Dalloway um meio para fugir da sua realidade. E em 2001 vive a Mrs. Dalloway moderna, Clarisse, que se prepara para dar uma festa para o seu ex-amante, Richard. Leia mais

Sétima arte #14: Idiotas e Anjos

Idiotas e Anjos possui uma animação de aparência cartunista, é possível ver os traços de lápis nos personagens e cenários, e a matiz de cores escuras, quase como se houvesse apenas o branco da folha e o preto do lápis, salvo a escolha de algumas cores opacas, é um ponto de destaque da animação. Leia mais

Sétima arte #12: Essas meninas de Coppola em “As Virgens Suicidas”

Sofia Coppola soube, em seu primeiro filme, mimetizar a calmaria d’As virgens, e ao mesmo tempo, olhar para dentro e encontrar a melancolia adolescente das meninas que ainda não descobriram o mundo real, o mundo lá fora. Não bastava apenas o olhar feminino para trazer esse filme à tona, mas sim, um olhar que entendesse as angústias que atravessam os humanos em sua fase mais crítica e nebulosa: a adolescência. Leia mais

[Sétima arte #11] Pequena Miss Sunshine

O filme começa mostrando a rotina de todos os integrantes da família Hoover: A primeira a aparecer num big close é a (fofinha) Oliver com um olhar petrificado para uma miss que acabou de ganhar um concurso que passa na televisão. A menina pega o controle e volta à cena. O olhar de admiração continua e dessa vez a menina começa a imitar os trejeitos da miss americana; A cara de surpresa por ganhar o concurso e as mãos levadas para cada lado do rosto. Leia mais

Sétima Arte #9: O Grande Hotel Budapeste

O Grande Hotel Budapeste conta a história do excêntrico concierge Gustave (Ralph Fiennes) de um hotel localizado na fictícia Hungria de Wes Anderson, chamada de República de Zubrowka, e do novo mensageiro (Tony Revolori, de 16 anos!) do grandioso hotel. Leia mais

Sétima Arte #8: O olhar e o desconhecido em Closer

Closer é baseado em uma peça homônima de 1997, escrita por Patrick Marber, que também roteiriza o filme de Mike Nichols, em 2004. E mesmo que alguém não saiba dessa pequena informação, ainda assim notará que, mesmo transformando a história dos tablados para o cinema, a essência teatral ainda permanece intacta, talvez, porque Mike Nichols goste dessas mudanças de linguagens, visto que sua obra prima, Quem tem medo de Vírgina Wolf?, de 1966, também era uma peça que foi transformada extraordinariamente para o cinema. Leia mais