Sétima arte #34: Meu Malvado Favorito 3

Título original: Despicable Me 3
Ano de lançamento: 2017
Direção de Pierre Coffin e Kyle Balda
Roteiro de Cinco Paul e Ken Daurio
Elenco: Steve Carell, Kristen Wiig, Trey Parker.
Gênero: Animação, Aventura, Comédia
Duração: 90 minutos

.

.

Sinopse: Nos anos 1980, Balthazar Bratt fazia muito sucesso através de sua série de TV, onde interpretava um vilão chamado EvilBratt. Entretanto, o tempo passou, ele cresceu, a voz mudou e a fama se foi. Com a série cancelada, Balthazar tornou-se uma pessoa vingativa que, nas décadas seguintes, planejou seu retorno triunfal como vingança. Gru e Lucy são chamados para enfrentá-lo logo em sua reaparição, mas acabam sendo demitidos por não terem conseguido capturá-lo. Gru então descobre que possui um irmão gêmeo, Dru, e parte com a família para encontrá-lo no país em que vive.

.

.

Para quem é fã de Meu Malvado Favorito e estava aguardando por mais uma continuação, hoje chega aos cinemas Meu Malvado Favorito 3, terceira aventura de Gru ao lado de sua família formada por Lucy, sua esposa, as meninas Agnes, Edith e Margo, e dos Minions, seres amarelados que, muitos dizem, roubam a cena desde o primeiro filme da série de animação.

Meu Malvado Favorito 3 apresenta um novo vilão: Balthazar Bratt, ator que fazia muito sucesso na década de 1980, interpretando o personagem EvilBratt, um vilão adolescente que comete alguns crimes em uma série de televisão. No entanto, com o passar do tempo, Balthazar cresceu e não houve mais interesse da emissora em continuar com a programação já que a audiência diminuiu significativamente. Ofendido com a situação, Bratt não aceita o cancelamento de seu programa e incorpora a personalidade de EvilBratt e retorna, décadas depois, a fim de praticar uma vingança contra aqueles que o prejudicaram. É nesse momento em que entra os então agentes Gru e Lucy, em uma missão para capturar Bratt. O prólogo do filme é simplesmente divertidíssimo! Assistir a um vilão vestido de macacão roxo, de ombreiras, penteado com topete além de observarmos outras características da década de 80 como escutar a música Bad, de Michael Jackson, através de uma fita cassete, são aspectos que deixam o início do filme bastante interessantes.

.

.

A história de meu Malvado Favorito 3 é dividida em outras narrativas: vemos Gru e Lucy agindo como agentes secretos e sendo demitidos por não conseguirem capturar Bratt, então, há uma necessidade da recuperação de seus empregos; vemos os planos de vingança de Bratt e, após, o relacionamento de Gru com seu irmão gêmeo Dru. Quando acreditamos que o foco do filme será este, os Minions são presos, Agnes tenta capturar um unicórnio e Lucy quer descobrir-se como mãe. As diversas narrativas apresentadas no longa-metragem não fogem ao que é a série: Meu Malvado Favorito 3, assim como os outros anteriores, é um filme de aventura com bastante dinamismo e diversão.

Dru é um vilão fracassado ricaço que pede a Gru para retornar à vilania, atividade tradicional da família, e, ao mesmo tempo, dar dicas para o irmão. As cenas em que aparecem esses personagens são bem engraçadas percebemos a dualidade dos personagens e pensamos em como seria Gru sem os Minions. E por falar neles, as cenas da prisão são, na minha opinião, espetaculares! Não acredito que esses personagens sejam os melhores dos filmes (amo o Gru, gente… mais que os minions!), porém as situações pelas quais eles passam na prisão fazem-nos rir muito.

,

.

É evidente que se fôssemos analisar a motivação para uma terceira história de Gru, não poderíamos dizer que esta é de uma importância significativa para a evolução das personagens da história. E, as situações apresentadas no filme são bem previsíveis até. No entanto, poder reencontrar personagens tão queridos para o público fã dos filmes anteriores é, no mínimo, um momento para matar a saudade.

Gostei bastante dos dubladores da versão brasileira do filme (sim, eu assisti à versão dublada, mesmo detestando dublagem…). Acredito que eles conseguiram manter a vivacidade dos personagens e em nada prejudicou a essência da narrativa do longa. Quanto aos minions, havia um medo de dublarem as vozes deles, já que em um dos trailers divulgados, aparecia um dos minions falando em português. Na exibição dublada em português, isso não corre (glória!) e os personagens continuam com sua linguagem um tanto intraduzível e engraçada.

Um aspecto que considero sensacional no filme são as referências à cultura dos anos 80, consumida de forma exaustiva pelo personagem Bathazar Bratt, o grande vilão desta história. Escutar Michael Jackson, Van Halen, A-ha, Dire Straits, dentre outros, vai agradar ao público adulto que nasceu e cresceu nos anos 80 e 90. O duelo de dança de Bratt e Gru é muito divertido. E toca Madonna, gente, MADONNA!

Meu Malvado Favorito 3 cumpre o seu papel de entretenimento. Se você está com vontade de assistir a um filme de aventura, com ritmo alucinante, enredos paralelos, personagens engraçados (e fofinhos!), ele é totalmente indicado para este fim. Pegue a sua pipoca e divirta-se!

.

Assista ao Trailer Oficial

.

.

.

Beijos literários!

assinatura ana karina

.

~ Aproveite para seguir nossas redes sociais ~
Facebook | Twitter | Instagram | Youtube | Skoob

Comentários

Adicionar a favoritos link permanente.

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.