Projeto: It – A Coisa

Olá, pessoal!

Eu já falei sobre It: A Coisa, de Stephen King, aqui no blog. Quando saiu a nova edição em 2014, lançada pela Suma de Letras, eu quase EN-LOU-QUE-CI!!! Sou muito fã do escritor e dessa história.

Você já ouviu falar desse livro?

.

119882282_2GG

.

Título: It: A Coisa
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Ano de publicação: 2014
Edição: 1
Número de páginas: 1104
ISBN: 9788560280940
Skoob: http://www.skoob.com.br/a-coisa-1649ed442174.html

.

Sinopse: Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e… do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em ‘It – A Coisa’, clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.

.

A verdade é que eu nunca li esse livro, mas sempre tive muita vontade porque quando era criança, vi o filme. Quem nasceu na década de 80 e assistiu à adaptação cinematográfica It: Uma obra prima do medo (1990) deve ter trauma de palhaço até hoje. Não somente os nascidos na década, mas quem já viu o filme sabe do que estou falando. O palhaço Pennywise é simplesmente aterrorizante e confesso que morro de medo do filme e da história. Claro que quando pensamos nos efeitos da época em comparação às diversas possibilidades que o cinema nos proporciona atualmente, o filme poderia ser considerado “tosquinho”. No entanto, a história se sustenta de uma forma que prende a atenção do espectador até o fim.

Assista ao trailer do filme que aterrorizou a minha geração:

.

.

.

A leitura

.

Para quem não sabe, eu tentei realizar essa leitura em 2015, em um projeto que chamei de Desafio do Tijolão (clique para ver). Eu realmente comecei a ler o livro, mas chegou um momento em que eu fui deixando a leitura para trás porque a edição tem 1104 páginas. Sim, é um livro muito pesado, a letra é minúscula e ler sozinha acaba fazendo a gente se sentir um pouco na bad já que a história é densa. Além disso, não é um livro que posso carregar para todos os lados pois ele é pesado, gente. E justamente por ser uma leitura “pesada” em todos os sentidos, não achei conveniente incluir esse livro na Maratona Lendo Stephen King que falei esses dias para vocês.

Olhem a foto que tirei logo que o livro chegou aqui em casa. Se vocês observarem direito, estou fazendo um mega esforço para segurá-lo com uma mão apenas.

.

.

it a coisa

.

Por que eu vou ler neste ano de 2017? Simples… Eu tenho companhiaaaaa!!! Alguns amigos LINDOS que fiz nessa minha vida de blogueira literária estão nesse desafio de ler It comigo: a Denise Valente, do Sacudindo as Palavras, o Thomas Trindade, do canal Book Time, a Andressa Morango, do canal Louca dos Livros, e mais algumas amigas queridas do Clube do Livro Online e da minha vida pessoal.

.

Já dividimos a nossa leitura do livro em 3 partes que serão realizadas nos próximos três meses, incluindo o de fevereiro. Ao que tudo indica, leremos It: A Coisa até o final do mês de ABRIL. Já começamos a leitura no dia 1 de fevereiro e também criamos grupo (de apoio) no WhatsApp para garantir que vamos dar conta desse calhamaço.

.

Boa sorte para nós!!! E quem estiver com a mesma dificuldade em relação a essa obra e quiser cumprir esta meta também, deixe um comentário! 😉

.

Beijos literários!

.

.

assinatura ana karina

Comentários

Adicionar a favoritos link permanente.

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.